O que é ERP e como funciona?

Para empresas que estão em um mercado de alta competitividade, cada centímetro de vantagem em relação aos seus concorrentes conta. Para medir isso e aumentar sua produtividade, elas contam com o ERP (Enterprise Resource Planning ou, traduzido ao pé da letra, planejamento dos recursos da empresa). Em vez de utilizar dezenas de softwares, cada um para uma função, elas economizam seu tempo, dinheiro e energia.

Basicamente, trata-se de um software de administração de todos os recursos da corporação. Ele reúne dados, processos, estatísticas, tudo em um único sistema, tornando mais rápido e fácil a geração de relatórios, análise e otimização desses recursos.

Registro de dados

Um ERP registra informações referentes a clientes, fornecedores, funcionários, produtos, vendas, compras, pagamento, impostos entre outras. A forma como o sistema cruza essas informações de forma parametrizada de acordo com as definições da empresa é o grande diferencial do ERP. Sem uma parametrização adequada, o sistema pode parar. O que causa um imenso prejuízo, pois a maioria das empresas é totalmente dependente do sistema.

Integração de todos os setores da empresa

Um profissional de marketing pode checar quais produtos estão com baixo volume de vendas da área comercial e, em segundos, avaliar se há verba disponível na área financeira e já marcar uma reunião com a diretoria para apresentar a iniciativa. Essa é a principal função do ERP. Ele integra os setores jurídico, financeiro, operacional, RH, planejamento, atendimento ao cliente, contabilidade, marketing e comercial, formatando a empresa em um bloco unido e bem organizado. Com esse funcionamento através de módulos, é possível implementar apenas o que a empresa precisa e caso ela expanda, adicionar mais módulos e etc.

Implementação e parametrização customizada

Comprar uma licença ERP não é barato. Inclui contratação de profissionais capacitados, cursos e treinamentos para colaboradores, tempo para implementação, etc.

Não adianta comprar uma licença do sistema esperando que basta instalá-lo nos computadores da empresa. Um ERP demanda grande customização de acordo com a área de atuação da empresa e definições internas. Além disso, apenas profissionais com conhecimento nas áreas envolvidas é capaz de implementá-lo com perfeição: a de TI e a do segmento da empresa. Por exemplo, um profissional de TI não tem conhecimento em leis fiscais para parametrizar o sistema de acordo com a legislação. A solução é encontrar um contador com especialização no sistema.

Benefícios de usar o ERP

    • Ajudar na comunicação interna;

 

    • Agilizar a execução de processos internos;

 

    • Diminuir a quantidade de processos internos;

 

    • Evitar erros humanos – em cálculos de tributos e pagamentos, por exemplo;

 

    • Ajudar na tomada de decisões;

 

    • Auxiliar na elaboração de estratégias operacionais;

 

    • Agilizar a obtenção de dados referentes a determinados cenários;

 

    • Diminuir o tempo de entrega do produto ou serviço ao cliente;

 

    • Ajudar a lidar com grandes volumes de informação;

 

    • Evitar trabalho duplicado;

 

  • Fazer com que a empresa se adapte melhor a mudanças no mercado e na legislação.
Benefícios Tangíveis Ocorrência
Redução de estoques 32%
Redução de Pessoal 27%
Aumento de Produtividade 26%
Redução no tempo de ciclo de Ordens 20%
Redução de tempo de ciclo de fechamento contábil/financeiro 19%
Redução de Custos de TI 14%
Melhoria em processos de suprimentos 12%
Melhorias na gestão de caixas 11%
Aumento em receitas / Lucros 11%
Melhoria em Transportes / Logística 9%
Melhorias em processos de manutenção 7%
Entrega no Prazo 6%

Fonte: Colangelo Filho (2001, p.53)

 

Fale com a tdf

Caso tenha o interesse em conhecer mais sobre nossos serviços ou sanar dúvidas que envolvam a nossa metodologia de aplicação, teremos enorme satisfação em te responder. Entre em contato agora mesmo: